segunda-feira, 31 de março de 2014

DILACERAÇÕES

Ó carnes que eu amei sangrentamente, 
ó volúpias letais e dolorosas, 
essências de heliotropos e de rosas 
de essência morna, tropical, dolente... 
Carnes, virgens e tépidas do Oriente 
do Sonho e das Estrelas fabulosas, 
carnes acerbas e maravilhosas, 
tentadoras do sol intensamente... 

Passai, dilaceradas pelos zelos, 
através dos profundos pesadelos 
que me apunhalam de mortais horrores... 

Passai, passai, desfeitas em tormentos, 
em lágrimas, em prantos, em lamentos 
em ais, em luto, em convulsões, em dores...

Cruz e Sousa

Olha, não peço muito, apenas sua mão, tê-la como um sapinho que dorme assim feliz. Preciso dessa porta que me davas para entrar em seu mundo, essa pecinha de açúcar verde, de redondo alegre. Não me emprestarás sua mão hoje nessa noite de fim de ano de bobeiras roncas? Você não pode, por razões técnicas. Então a pego no ar, entrelaçando cada dedo, o pêssego sedoso da palma, e o dorso, esse país de árvores azuis. Assim a pego e a sustento, como se dela dependesse grande parte do mundo, a sucessão das quatro estações, o cantar dos galos, o amor dos homens.

Julio Cortázar

MICHEL FOUCAULT

pensador dos abismos

domingo, 30 de março de 2014

HISTERIA E DEPRESSÃO

Nos dias atuais, a depressão tomou o lugar da histeria na expressividade de um  desejo atraiçoado. A sua "vantagem" (da depressão) terapêutica é que há os psicofármacos para codificá-la cientificamente. Outrora, em  tempos freudianos, a  histeria  traçava  linhas desejantes arriscadas e trágicas,  nem por isso negadas, ao contrário . Hoje, o  mega-universo sombrio da depressão fez do viver uma ordem intoxicada e intoxicante e um ideal ascético vegetando às custas de comprimidos salvacionistas. A religião comparece com o seu aval mortífero.

A.M.
Estranho é que o cérebro, feito essencialmente pra produzir idéias, exulte quando tem uma.

Millôr Fernandes

TITINA CORSO


Número de mortos na Venezuela subiu para 39

O governo venezuelano confirmou a morte de duas pessoas na madrugada de hoje (29) em meio a protestos. Franklin Romero, de 44 anos, morreu eletrocutado no estado de Táchira (fronteira com a Colômbia) e Roberto Annese, de 33 anos, foi morto no estado de Zulia, após uma explosão. Agora são 39 mortes no país e mais de 560 feridos.
De acordo com o ministro do Interior, Justiça e Paz no país, Miguel Rodríguez Torres, um homem de 48 anos e um adolescente de 16 anos, também foram feridos em Táchira. Em declarações às emissoras de TV estatais, Miguel Rodríguez disse que, em Táchira, o homem morreu quando tentava armar uma barricada.
(...)
Agência Brasil
ESCOLHA

Mais do que em qualquer outra época, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à total extinção. Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de saber escolher.

Woody Allen

BARRIGADA


sábado, 29 de março de 2014

Pelo menos 62 mortos em choques entre rebeldes no norte da Síria

Beirute, 29 mar.- Pelo menos 62 pessoas morreram neste sábado em choques entre facções rebeldes em distintas localidades da província de Al Hasaka, no nordeste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Pelo menos 35 combatentes da Frente al Nusra, vinculado à Al Qaeda, e de outras facções afins perderam a vida em enfrentamentos contra membros do grupo rival Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que sofreu sete baixas, na estratégica cidade de Markada, no sul da província.

Ambas os grupos disputam o controle da cidade, que foi tomada pelo EIIL após a retirada dos milicianos da Frente al Nusra.

Markada é uma cidade importante pois se localiza na fronteira entre Al Hasaka e a província síria de Deir al Zur, e por ela passa a estrada que conecta as duas regiões.

Para o EIIL é de vital interesse controlar as vias de acesso a Deir al Zur, que fica na fronteira com a província iraquiana de Al-Anbar, principal bastião do grupo em território do Iraque.

Por outro lado, pelo menos 14 jihadistas e seis milicianos curdos morreram na cidade de Yaza, cujo controle foi tomado neste sábado pelas chamadas Unidades de Proteção do Povo Curdo, após três dias de enfrentamentos contra o EIIL.

Os combates entre os curdos e o EIIL aumentaram nas últimas semanas, após ter crescido o número de ataques de extremistas islâmicos contra enclaves curdos no norte da Síria.

Desde o início do ano, o norte da Síria é cenário de enfrentamentos entre o EIIL e outras facções insurgentes, entre elas a Frente al Nusra, que querem expulsar o Estado Islâmico do Iraque e do Levante do país.

O conflito entre o regime de Bashar al Assad e as forças opositoras já dura mais de três anos, e desde seu início, em março de 2011, cerca de 146 mil pessoas morreram, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. 

UOL Notícias

ANTONIO CARLOS JOBIM - Stone Flower


ESCREVER

Porque escrever significa revelar-se em excesso, a máxima revelação e entrega de si mesmo, na qual um ser humano, ao estar envolvido com outros, sentiria estar perdendo-se de si, e da qual, assim, ele sempre irá recuar enquanto estiver em seu juízo perfeito. É por isso que nunca se está sozinho o suficiente quando se escreve, nunca haverá silêncio o suficiente quando se escreve, nem a noite é noite o bastante.

Franz Kafka

Eu estava com sono e a Sabedoria me disse:
A rosa da felicidade não se abre para quem dorme;
por quê te entregares a esse irmão da morte?
Bebe vinho; tens tantos séculos para dormir.

Omar Kayyam

LUCIAN FREUD


Vi morrer a esperança de um mundo melhor

Durante os vinte primeiros anos da minha vida, cresci num mundo onde o destino das crianças parecia ser naturalmente mais feliz do que o dos seus pais; no decurso dos trinta anos que se lhes sucederam, assisti à morte da promessa de um mundo melhor. No tempo de uma só geração, a quase certeza do progresso esbateu-se pouco a pouco perante a evidência de uma regressão social, ecológica, moral e política, uma “Grande Regressão” que já é tempo de designar e representar para que possamos combatê-la.
Porque a arma principal dos doentes e predadores que orquestram esta tragédia é a sua capacidade de apresentá-la como o novo rosto do progresso. E a sua principal aliada é a permeabilidade dos espíritos angustiados, facilmente dispostos a aceitar qualquer fábula que faça baixar de um grau a pressão e a angústia que os devoram. Na época da democracia de opinião, os espíritos reaccionários não podem contentar-se com a demolição dos adquiridos das conquistas passadas em favor de uma vida melhor para todos; é-lhes necessário também anestesiar as suas resistências, suscitar a adesão ou, pelo menos, a resignação das suas próprias vítimas; precisam ganhar uma batalha cultural em que aquilo que está em jogo é a tentativa, tantas vezes, vitoriosa de nos fazer amar a decadência.
É assim que esperam, por exemplo, persuadir-nos de que a necessidade de “trabalhar mais para ganhar mais” representa um avanço social, a renúncia voluntária aos nossos direitos sociais alarga a nossa liberdade, que a construção de estabelecimentos prisionais para crianças melhora a nossa segurança, que a expansão dos bio-carburantes contribui para o “desenvolvimento sustentado”, etc. Mas a substância real deste pretensos “progressos” é a intensificação do trabalho, a servidão voluntária, a incapacidade de educar os nossos filhos e a destruição das florestas virgens! Se permitirmos que se instale esta fatal perversão do discurso político, então, de cada vez que se nos anuncia uma “nova liberdade”, devemos temer uma alienação suplementar dos nossos direitos e cada reforma para “avançar mais um pouco”, pode mascarar um enorme passo atrás. São incontáveis as regressões que hoje avançam, mesmo sem sentir a necessidade de se mascarar: as “democracias liberais” laminam as liberdades públicas, metem nas prisões as crianças e os loucos, invadem países que não lhes causaram nenhum dano; os trabalhadores morrem no trabalho e não apenas em sentido metafórico; o fundamentalismo religioso e o obscurantismo prosperam; a incivilidade invade as ruas e os pátios de recreio; a cupidez obscena dos ricos destrói os sistemas financeiros e reduz os países pobres à miséria, etc. Para onde quer que olhemos, não podemos deixar de ver como um movimento regressivo se apodera do que até muito recentemente havíamos chamado “o progresso”.
(...)
Jacques Genereux in A Grande Depressão,2011

PETROBRÁS: ESCÂNDALO BILIONÁRIO É MAIOR QUE O MENSALÃO

A privatização do público
                             
               
SOBRE O SILÊNCIO

hoje não viemos discutir projetos
hoje não viemos pedir
hoje viemos como alguém que visita sua casa
que vem dizer pra família
sobre as dificuldades de se tecer a invenção
sobre o abismo que se abre para além do entretenimento
sobre o prazer que é lutar pelo que se acredita
hoje viemos dizer pra família
que não vamos mais terminar os estudos
e que nossa carne curtida, nosso olho vermelho,
nosso sorriso encarnado e, principalmente, nosso silêncio
dizem tudo.

Chacal

CONCEITO DE SUBJETIVIDADE

Estes aspectos (...) compõem  o que  chamamos de subjetividade, ou mais precisamente, de modos de subjetivação. A maquinação do sentido se fará nas linhas traçadas por esses atributos. Maquinar o sentido é fabricar o sentido. A vivência dessa máquina é a própria subjetivação.  Os modos  de subjetivação são vivências  que constituem a clínica na hora do Encontro. No contexto social e grupal, as vivências são dadas como relações sociais. O paciente traz os seus problemas (ou os trazem para ele) numa  produção  que  já vem inserida nas  instituições. Dir-se-ia que  o próprio paciente é um produto  marcado  como natural, de onde o sentimento do eu recolhe motivos, (a “queixa principal”da anamnese médica ) para viver como portador de transtorno mental. O desejo estaciona e se  produz  nas linhas sedentárias do  “ser-paciente”. O contexto é o das formações capilares, micro-formações de poder  imperceptíveis  ao  senso comum. A chamada mente adquire, assim, um caráter substancialista, sendo decalcada  do cérebro. 
(...)
A.M. in Trair a psiquiatria

MPB4 - Pesadelo


DEMASIADO HUMANO

Há uma dúvida se é melhor sermos amados do que temidos, ou vice-versa. Deve-se responder que gostaríamos de ter ambas as coisas, sendo amados e temidos; mas, como é difícil juntar as duas coisas, se tivermos que renunciar a uma delas, é muito mais seguro sermos temidos do que amados... pois dos homens, em geral, podemos dizer o seguinte: eles são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ambiciosos; eles furtam-se aos perigos e são ávidos de lucrar. Enquanto você fizer o bem para eles, são todos teus, oferecem-te seu próprio sangue, suas posses, suas vidas, seus filhos. Isso tudo até em momentos que você não tem necessidade. Mas, quando você precisar, eles viram-lhe as costas.

Maquiavel

Alunos apontam preconceito na USP

Faixas com frases racistas, machistas e homofóbicas encobriram nesta semana os vitrais e colunas do prédio histórico da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). A intervenção, feita pelo grupo feminista da escola, tinha o objetivo de revelar manifestações preconceituosas que teriam sido ditas pelos próprios professores em aulas da faculdade.
Entre as declarações nos cartazes estão a de que "gay não é confiável", "o assédio sexual é insignificante" e "homem não sabe por que bate, mas mulher sabe por que apanha". Segundo o grupo feminista da faculdade, chamado Dandara, as queixas sobre preconceito nas classes são recorrentes, mas aumentaram nos últimos meses. Nas faixas, não há identificação da autoria das frases
(...)
Victor Vieira, Estadão

sexta-feira, 28 de março de 2014

A Religião é o gemido do oprimido.

Karl Marx

GILLES DELEUZE

o estatuto da ética

estética do mundo
poética da vida
ética da alegria
O que importa notar é que todas essas multidões de mortos --por uma causa justa ou injusta-- são os figurantes anônimos da tragédia universal e humana.

Machado de Assis

JOÃO BOSCO canta HEITOR VILLA-LOBOS - Melodia Sentimental


Tudo é loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira - mas já tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum.

Monteiro Lobato

Que a palavra parede não seja símbolo
de obstáculos à liberdade
nem de desejos reprimidos
nem de proibições na infância
etc. (essas coisas que acham os 
reveladores de arcanos mentais)
Não.
Parede que me seduz é de tijolo, adobe
preposto ao abdômen de uma casa.
Eu tenho um gosto rasteiro de 
ir por reentrâncias
baixar em rachaduras de paredes
por frinchas, por gretas - com lascívia de hera.
Sobre o tijolo ser um lábio cego.
Tal um verme que iluminasse.

Manoel de Barros

NÃO VAI TER COPA


O pior casamento é o que dá certo.

Millôr Fernandes

CHICO BUARQUE - Essa Moça Tá Diferente


Apagão na Copa

Para não haver apagões de energia durante a Copa do Mundo, o governo pode pedir que a população economize energia. A afirmação é do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, em entrevista publicada pelo “The Wall Street Journal”.
Segundo o ministro, é muito baixa a possibilidade de falta de energia elétrica antes do início da estação chuvosa que começa em novembro, mas, se o volume de chuvas não aumentar em abril ou maio e não houver uma recuperação dos reservatórios que suprem as importantes usinas hidrelétricas do país, ele poderá pedir aos brasileiros que reduzam voluntariamente a demanda por energia
(...)
Globo
DESAFETOS

O saber psiquiatrico não dispõe de uma teoria dos afetos. Este dado ( facilmente constatável em compêndios e manuais da especialidade ) parece irrelevante para a prática clínica (psicopatológica). Ora, isso não é verdade, pois os afetos são a instância que "garante" o vínculo terapêutico. Esse importante conceito foi estabelecido por pesquisas (sistemáticas) de Freud (e de outros autores como Espinosa, Nietzsche, Deleuze etc) a partir do funcionamento do desejo. Na atualidade, contudo,  a maioria dos psiquiatras "trata" do seu paciente enfiando-lhe remédios e ordens embutidas em micro-poderes. Ninguém nota a matança de subjetividades...

A.M.

quinta-feira, 27 de março de 2014

GABRIEL FIGUEROA


O Anti-édipo

Um livro de referência na área. A contemplação do tema será atualizada e ampliada com a obra Mil Platôs. Uma mirada na instância do desejo a partir da esquizoanálise, “psicologia das profundezas” na espessura da vida cotidiana. Exercício de hermenêutica do espírito na era do pós-freudismo, e da pós-psicanálise. As pulsões são vistas em sua dimensão econômico-libinal e ético política. Em cena as “máquinas desejantes”, os devires dos atores sociais e enfrentamento das tramas capitalistas excludentes.

Claudio Cardoso Paiva

DESEJO - L. Fuganti


Há doenças piores que as doenças,
Há dores que não doem, nem na alma
Mas que são dolorosas mais que as outras.
Há angústias sonhadas mais reais
Que as que a vida nos traz, há sensações
Sentidas só com imaginá-las
Que são mais nossas do que a própria vida.
Há tanta cousa que, sem existir,
Existe, existe demoradamente,
E demoradamente é nossa e nós...
Por sobre o verde turvo do amplo rio
Os circunflexos brancos das gaivotas...
Por sobre a alma o adejar inútil
Do que não foi, nem pôde ser, e é tudo. 

Dá-me mais vinho, porque a vida é nada

Fernando Pessoa

CLAUDINEI BETTIOL


Convém não facilitar com os bons, convém não provocar os puros. Há no ser humano, e ainda nos melhores, uma série de ferocidades adormecidas. O importante é não acordá-las.

Nelson Rodrigues
Kim Jong-un obriga universitários a imitar seu corte de cabelo

A Radio Free Asia noticiou na terça-feira, 25, que universitários do sexo masculino da Coreia do Norte estão obrigados desde o início do mês a adotar o mesmo corte de cabelo do ditador do país, Kim Jong-un. Alunas teriam que imitar o corte da mulher do líder, Ri Sol-ju.
A medida, que começou a ser aplicada em Pyongyang, agora já estaria em vigor em todo o país. “O corte de cabelo do nosso líder é muito especial. Mas ele não fica bem em todas as pessoas, já que as pessoas tem rostos e cabeças de formatos diferentes”, teria dito uma fonte da Radio Free Ásia.
(...)
Estadão

quarta-feira, 26 de março de 2014

POLÍTICAS - L. Orlandi


A Roupa do Rei
 (DRUMMONDIANA)

Estamos gastos sim estamos  
gastos 
O dia já foi pisado como devia  
e de longe nosso coração  
piscou na lanterna sangüínea dos automóveis  
Agora os corredores nos deságuam  
neste grande estuário  
em que os sapatos esperam 
para humildemente conduzir-nos a nossas casas 


Em silêncio conversemos

Que fazer deste ser  
sem prumo  
despencado do extremo de um dia e  
que o sono não recolheu?

Não não indaguemos 
Para que indagar matéria de silêncio  
Procurar a nenhuma razão que nos explique  
e suavemente nos envolva  
em suas turvas paredes protetoras 


Nada de perguntas 
A campânula rompeu-se 
O instante nos ofusca

A quem sobra olhos resta ver  
um ser nu a vida pouca  
Só dentes e sapatos  
de volta para casa

Nem um passo à frente  
ou atrás 
De pés firmes 
o corpo oscilante  
neste suave embalo da mágoa  
descansemos

Francisco Alvim - 1968

HÁ 50 ANOS...


BOM

Há uma grandeza, há uma glória, há uma intrepidez em ser simplesmente bom, sem aparato, nem interesse, nem cálculo; e sobretudo sem arrependimento.

Machado de Assis

JARDS MACALÉ - Vapor Barato


PF detém jovem com maconha na UFSC, e alunos ocupam reitoria

Agentes da Polícia Federal detiveram um jovem com maconha na tarde desta terça-feira (24) na Universdidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. Os policiais teriam sido cercados por um grupo de universitários no bosque da instituição, impedindo que o detido fosse levado.
A Polícia Militar foi chamada para dar apoio à operação e usou bombas de efeito moral. De acordo com o departamento de segurança da UFSC, outros quatro alunos foram detidos por vandalismo, e um grupo de universitários ainda ocupa o hall da reitoria em protesto durante a noite.
— Tem um grupo grande ainda, mas nem chegamos até lá porque eles revidam — disse um funcionário que preferiu não se identificar, acrescentando que carros da PF e da segurança do campus, que preferiu não se identificar. 
(...)
Fonte: O Globo

terça-feira, 25 de março de 2014

Quem é casado há quarenta anos com dona Maria não entende de casamento, entende de dona Maria. De casamento entendo eu, que tive seis.

Chico Anysio

VELUDO AZUL

de David Linch, 1986

segunda-feira, 24 de março de 2014

SEM REALIDADE

A clínica psicoaptológica vem mostrando, a cada dia, com maior intensidade, o esfacelamento da Realidade moderna e de seus valores espúrios. Neste palco de expressões de desespero (depressão? pânico? angústia? ausência de sentido? despersonalização?) a figura do psiquiatra remedeiro aparece com sua face caricata expressa nos abutres, nas hienas e nos chacais expostos no Mercado das Ações Da Alma. Eles estão prontos para o abate na próxima explosão subjetiva dos psicofármacos. Mas, atenção: só podem ser expostos na prateleira da Morte sem que se note o engodo  que penetra nas veias exangues dos psicóticos crônicos. Ninguém diz nada (ou quase ninguém) porque não há mais referências de valor que autentiquem a Vida sem as costumeiras  ilusões da Consciência. Estamos todos fodidos e entalados no deus-química. Apesar de tudo, a Vida prossegue segundo a Estética cruel da Natureza.Não há mais tempo para rezas e compaixões.

A.M. 

ZDZISLAW BEKSINSKI


Avanço tecnológico desafia capitalismo

Estamos começando a testemunhar um paradoxo no coração do capitalismo. O dinamismo inerente de mercados competidores está baixando de tal forma os custos que muitos bens e serviços estão se tornando quase gratuitos, abundantes, e não mais sujeitos às forças do mercado. A revolução tecnológica está trazendo esses custos a quase zero.
Os primeiros indícios do paradoxo surgiram em 1999 quando o Napster desenvolveu uma rede permitindo que milhões de pessoas compartilhassem música de graça, causando estragos na indústria musical. Fenômenos parecidos abalaram seriamente as indústrias de publicação de jornais e livros.
(...)
Estadão

domingo, 23 de março de 2014

O REAL É DELÍRIO 

Frequentemente me sentia inferior. Queria apenas encontrar um jeito de me afastar de todo mundo. Mas não havia lugar para ir. Suicídio? Jesus Cristo, apenas mais trabalho. Sentia que o ideal era poder dormir por uns cinco anos, mas isso eles não permitiriam.(...) Por exemplo, sabem que a maior parte da raça humana é uma grande merda. Eu poderia ficar em casa. Poderia trancar a porta e brincar com tintas ou qualquer coisa assim. Mas, de alguma forma, tenho que sair, e ter a certeza que toda a humanidade é uma grande merda. Como se fosse mudar.

Charles Bukowski

O Homem Público N. 1

Tarde aprendi
bom mesmo 
é dar a alma como lavada.
Não há razão 
para conservar
este fiapo de noite velha.
Que significa isso?
Há uma fita 
que vai sendo cortada
deixando uma sombra 
no papel.
Discursos detonam.
Não sou eu que estou ali
de roupa escura
sorrindo ou fingindo
ouvir.
No entanto
também escrevi coisas assim,
para pessoas que nem sei mais
quem são,
de uma doçura
venenosa
de tão funda.

Ana Cristina César
Porto Velho, uma capital 'engolida' pelo rio


As águas do inverno amazônico, que provoca cheia histórica no Rio Madeira, atingiram na manhã deste sábado a marca recorde de 19,40 metros em Porto Velho, capital de Rondônia. Na sexta-feira, a Sala de Situação da Defesa Civil do Estado havia registrado 19,36 metros.

Uma dezena de bairros da cidade tem ruas alagadas e vilas ribeirinhas inteiras foram engolidas pelo rio, desalojando cerca de 4 mil pessoas na região. E o quadro ainda deve se agravar nas próximas duas semanas.
(...) Pablo Pereira, O Estado de S. Paulo

sexta-feira, 21 de março de 2014

IDADES

A Corte divertia-se, como sempre se divertiu, mais ou menos, e para os que transpuseram a linha dos cinqüenta divertia-se mais do que hoje, eterno reparo dos que já não dão à vida toda a flor dos seus primeiros anos. Para os varões maduros, nunca a mocidade folga como no tempo deles, o que é natural dizer, porque cada homem vê as coisas com os olhos da sua idade. Os recreios da juventude não são decerto igualmente nobres, nem igualmente frívolos, em todos os tempos; mas a culpa ou o merecimento não é dela, - a pobre juventude, - é sim do tempo que lhe cai em sorte.

Machado de Assis

quinta-feira, 20 de março de 2014

A poesia não quer adeptos, quer amantes.

Federico Garcia Lorca

TÁ LIMPO...


Deputado propõe descriminalização do uso e produção da maconha

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) protocolou ontem (19) na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados projeto que prevê a descriminalização do consumo, produção e comércio da maconha. O parlamentar decidiu apresentar a proposta após o Uruguai ter regulamentado.

De acordo com o projeto, o plantio, o cultivo e a colheita da planta para o consumo pessoal serão liberados no país, desde que restrito a "até seis plantas de cannabis maduras e seis plantas de cannabis imaturas, por indivíduo". O texto estabelece ainda a "obrigatoriedade do registro, da padronização, da classificação, da inspeção e da fiscalização de tais atividades".

A proposta prevê a regulamentação do plantio, cultivo e da colheita para uso medicinal. O texto proíbe processos de manipulação para aumentar ou produzir artificialmente a maconha e estabelece que a colheita que não exceder 480 gramas ficará isenta de registro, da inspeção e fiscalização. O projeto proíbe propaganda e a venda a menores de 18 anos e a venda e uso perto de escolas durante o horário escolar ou em estabelecimentos educacionais e sanitários.
(...)
Fonte: Luciano Nascimento, Agência Brasil

quarta-feira, 19 de março de 2014

O brasileiro só tem três problemas: Café, almoço e jantar.

Chico Anysio

A MÁQUINA DE PRODUZIR DOENTES


Aos 30 anos, você tem uma depressãozinha, uma tristeza meio persistente: prescreve-se FLUOXETINA.
A Fluoxetina dificulta seu sono. Então, prescreve-se CLONAZEPAM, o Rivotril da vida. O Clonazepam o deixa meio bobo ao acordar e reduz sua memória. Volta ao doutor. 

Ele nota que você aumentou de peso. Aí, prescreve SIBUTRAMINA.

A Sibutramina o faz perder uns quilinhos, mas lhe dá uma taquicardia incômoda. Novo retorno ao doutor. Além da taquicardia, ele nota que você, além da “batedeira” no coração, também está com a pressão alta. Então, prescreve-lhe LOSARTANA e ATENOLOL, este último para reduzir sua taquicardia.

Você já está com 35 anos e toma: Fluoxetina, Clonazepam, Sibutramina, Losartana e Atenolol. E, aparentemente adequado, um “polivitamínicos” é prescrito. Como o doutor não entende nada de vitaminas e minerais, manda que você compre um “Polivitamínico de A a Z” da vida, que pra muito pouca coisa serve. Mas, na mídia, Luciano Huck disse que esse é ótimo. Você acreditou, e comprou. Lamento!

Já se vão R$ 350,00 por mês. Pode pesar no orçamento. O dinheiro a ser gasto em investimentos e lazer, escorre para o ralo da indústria farmacêutica. Você começa a ficar nervoso, preocupado e ansioso (apesar da Fluoxetina e do Clonazepam), pois as contas não batem no fim do mês. Começa a sentir dor de estômago e azia. Seu intestino fica “preso”. Vai a outro doutor. Prescrição: OMEPRAZOL + DOMPERIDONA + LAXANTE “NATURAL”. 

Os sintomas somem, mas só os sintomas, apesar da “escangalhação” que virou sua flora intestinal. Outras queixas aparecem. Dentre elas, uma é particularmente perturbadora: aos 37 anos, apenas, você não tem mais potência sexual. Além de estar “brochando” com frequência, tem pouquíssimo esperma e a libido está embaixo dos pés.

Para o doutor da medicina da doença, isso não é problema. Até manda você escolher o remédio: SILDANAFIL, TADALAFIL, LODENAFIL ou VARDENAFIL, escolha por pim-pam-pum. Sua potência melhora, mas, como consequência, esses remédios dão uma tremenda dor de cabeça, palpitação, vermelhidão e coriza. Não há problema, o doutor aumenta a dose do ATENOLOL e passa uma NEOSALDINA para você tomar antes do sexo. Se precisar, instila um “remedinho” para seu corrimento nasal, que sobrecarrega seu coração.

Quando tudo parecia solucionado, aos 40 anos, você percebe que seus dentes estão apodrecendo e caindo. (entre nós, é o antidepressivo). Tome grana pra gastar com o dentista. Nessa mesma época, outra constatação: sua memória está falhando bem mais que o habitual. Mais uma vez, para seu doutor, isso não é problema: GINKGO BILOBA é prescrito.

Nos exames de rotina, sua glicose está em 110 e seu colesterol em 220. Nas costas da folha de receituário, o doutor prescreve METFORMINA + SINVASTATINA. “É para evitar Diabetes e Infarto”, diz o cuidador de sua saúde(?!).

Aos 40 e poucos anos, você já toma: FLUOXETINA, CLONAZEPAM, LOSARTANA, ATENOLOL, POLIVITAMÍNICO de A a Z, OMEPRAZOL, DOMPERIDONA, LAXANTE “NATURAL”, SILDENAFIL, VARDENAFIL, LODENAFIL ou TADALAFIL, NEOSALDINA (ou “Neusa”, como chamam), GINKGO BILOBA, METFORMINA e SINVASTATINA (convenhamos, isso está muito longe de ser saudável!). Mil reais por mês! E sem saúde!!!

Entretanto, você ainda continua deprimido, cansado e engordando. O doutor, de novo. Troca a Fluoxetina por DULOXETINA, um antidepressivo “mais moderno”. Após dois meses você se sente melhor (ou um pouco “menos ruim”). Porém, outro contratempo surge: o novo antidepressivo o faz urinar demoradamente e com jato fraco. Passa a ser necessário levantar duas vezes à noite para mijar. Lá se foi seu sono, seu descanso extremamente necessário para sua saúde. Mas isso é fácil para seu doutor: ele prescreve TANSULOSINA, para ajudar na micção, o ato de urinar. Você melhora, realmente, contudo... não ejacula mais. Não sai nada!
Vou parar por aqui. É deprimente. Isso não é medicina. Isso não é saúde.

Essa história termina com uma situação cada vez mais comum: a DERROCADA EM BLOCO da sua saúde. Você está obeso, sem disposição, com sofrível ereção e memória e concentração deficientes. Diabético, hipertenso e com suspeita de câncer. Dentes: nem vou falar. O peso elevado arrebentou seu joelho (um doutor cogitou até colocar uma prótese). Surge na sua cabeça a ideia maluca de procurar um CIRURGIÃO BARIÁTRICO, para “reduzir seu estômago” e um PSICOTERAPEUTA para cuidar de seu juízo destrambelhado é aconselhado.

Sem grana, triste, ansioso, deprimido, pensando em dar fim à sua minguada vida e... DOENTE, muito doente! Apesar dos “remédios” (ou por causa deles!!).

A indústria farmacêutica? “Vai bem, obrigado!”, mais ainda com sua valiosa contribuição por anos ou décadas. E o seu doutor? “Bem, obrigado!”, graças à sua doença (ou à doença plantada passo-a-passo em sua vida).

Carlos Bayma - médico

ZÉ RAMALHO - Mistérios da meia-noite


QUEM DELIRA?

O delírio é considerado um sintoma (perigoso) pela psiquiatria. Na fenomenologia ele é um modo de existência, um ser-no-mundo. Para Freud, uma defesa contra o desejo homossexual. E em Lacan? Este o via como uma espécie de "buraco" no simbólico, mais elegantemente chamado de  foraclusão. Pensamos outra coisa: através das linhas abstratas de Deleuze-Guattari, concebemos o delírio como produção coletiva. Neste sentido, todos deliram, restando saber onde, quando, como, por que e para que. O desejo, em seus mil agenciamentos, responderá...

A.M.

WILLIAM TURNER


SOCIEDADE DE CONTROLE

NSA pode interceptar todas as conversas telefônicas de um país

Um dos mais poderosos programas da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês), revelado nesta terça-feira pelo jornal americano “Washigton Post”, o “Mystic” tem a capacidade técnica de captar todos os registos telefônicos de um país, conseguindo decifrar as conversas até um mês depois da sua data.

Com base em documentos revelados pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden (foto abaixo), o jornal americano mostrou que a NSA lançou, em 2009, um programa que atingiu a plena capacidade em 2011 contra um país-alvo.

Documentos apontaram operações similares em outros países. Mas a pedido de autoridades americanas, o jornal não divulgou detalhes que possam identificar os países que foram alvo da espionagem. 
Uma das utilidades do “Mystic” é a sua funcionalidade como uma espécie de máquina do tempo, que permite “recuperar os registos que não parecem valer a pena no momento da chamada original”, explicam os documentos oficiais.
(...)
Fontr: O Globo

terça-feira, 18 de março de 2014

O inferno é um hospício de incuráveis.

Machado de Assis

GDF trata como sabotagem uniforme escolar que traz ensino com 'C'

A Secretaria de Educação do Distrito Federal informou nesta segunda-feira (17) considerar um ato de sabotagem a confecção de um uniforme escolar com a palavra "encino".

Um estudante do Centro de Ensino Médio 01 de Brazlândia adquriu uma camiseta com o erro de grafia. De acordo com a pasta, foram confeccionadas ao todo 2.800 camisetas, das quais 27 com o erro de grafia.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação informou que considera "impossível" a reprodução das 27 camisas erradas no universo de 2.800 corretas. Essa certeza, diz a secretaria, se deve à técnica de produção das camisas adotada pela Fábrica Social, entidade responsável pela confecção das peças.
(...)
Fonte:G1

segunda-feira, 17 de março de 2014

MEDICINA

A natureza parece quase incapaz de produzir doenças que não sejam curtas. Mas a medicina encarrega-se da arte de prolongá-las.

Marcel Proust

SEM ÁGUA


Nível do Sistema Cantareira desce a 15,2% e agrava abastecimento em SP
O volume de água armazenado no Sistema Cantareira chegou a 15,2% ontem (16), segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A falta de chuva e o calor neste início de ano têm feito o nível do reservatório acumular recordes negativos.
Desde o dia 9, o armazenamento vem caindo progressivamente, cerca de 0,1 ponto percentual por dia. A situação é a pior desde que o sistema foi criado, na década de 1970. Na última segunda-feira (10), o bombeamento do sistema teve um corte, passando de 31 mil metros cúbicos por segundo para 27,9 mil litros por segundo.

(...) Fonte: Camila Maciel, Agência Brasil

domingo, 16 de março de 2014

Até os canalhas envelhecem.

Nelson Rodrigues

BALLET STAGIUM - Apresentação


COMUNISMO

O comunismo não é para nós um estado que deve ser estabelecido, um ideal para o qual a realidade terá de se dirigir. Denominamos o comunismo o movimento real que supera o estado de coisas atual. As condições desse movimento resultam de pressupostos existentes.

Karl Marx

ANSEL ADAMS


VERDADE!

A verdade e a mentira são construções que decorrem da vida no rebanho e da linguagem que lhe corresponde. O homem do rebanho chama de verdade aquilo que o conserva no rebanho e chama de mentira aquilo que o ameaça ou exclui do rebanho. (...)Portanto, em primeiro lugar, a verdade é a verdade do rebanho.

Friedrich Nietzsche

PAULINHO DA VIOLA - Coração Leviano


O Horror dos Vivos

Ao menos junto dos mortos pode a gente 
Crer e esperar n'alguma suavidade: 
Crer no doce consolo da saudade 
E esperar do descanso eternamente. 
Junto aos mortos, por certo, a fé ardente 
Não perde a sua viva claridade; 
Cantam as aves do céu na intimidade 
Do coração o mais indiferente. 
Os mortos dão-nos paz imensa à vida, 
Não a lembrança vaga, indefinida 
Dos seus feitos gentis, nobres, altivos. 
Nas lutas vãs do tenebroso mundo 
Os mortos são ainda o bem profundo 
Que nos faz esquecer o horror dos vivos.

Cruz e Sousa

ODILON REDON


CONTATO

Um contato direto, público, oficial, dos extraterrestres com os humanos poderia: 1- produzir uma espécie de dissolução das crenças e doutrinas vigentes há milênios na Terra; 2- Isso elevaria a chance de ocorrer situações de pânico coletivo levando a  uma rachadura nas subjetividades terráqueas, a uma dissolução do sentido. 3-As organizações e estruturas de poder (o Estado, por ex.) sofreriam um abalo de tal magnitude que os poderes seriam questionados em suas fundações mais pregressas. 4-O Encontro entre espécies tão diferentes criaria condições de perigo ao aparecimento de doenças e epidemias devastadoras; 5-Se pensamos assim, é porque consideramos miríades de  fatos(aparições) que vêm sendo notados e estudados há centenas de anos. A realidade da existência de extraterrestres nos parece, pois, evidente; 6-Neste cipoal de fenômenos, é claro que existe todo tipo de mistificação, manipulação, ilusionismo coletivo e desvios  até mesmo religiosos, utilizando os fatos para justificar idéias fraudulentas e práticas de dominação social, espiritual e psicológica. 7-De todo modo, um contato dessa ordem inauguraria uma era na história da Terra e da humanidade.8- Mesmo não ocorrendo (ainda) tal Encontro, a dimensão cósmica na apreciação dos problemas do homem na Terra, bem como o nosso avanço tecnológico que faz da Terra um pequeno corpo (vide as comunicações, etc) têm uma implicação diretamente política, fazendo-nos cidadãos da Terra e não de um Estado-nação qualquer. 9- Estamos cientes do quanto essas idéias roçam uma espécie de  Delírio para quem considera que estamos sós no universo e que acredita que vivemos no melhor dos mundos ou que não vê saída para o Ódio e o Ressentimento entalados  nos confins da Terra tão maltratada.10- Concluindo: os extra-terrestres não irão nos destruir nem nos salvar. São apenas mil possibilidades de vida que se abrem para os que estão  dispostos ao desafio do Encontro, os guerreiros sem pátria.

A.M.

SEM CONTATO, POR QUE?


AO GOVERNADOR ANTONIO LUIZ

Sal, cal e alho
caiam no teu maldito caralho. Amém.
O fogo de Sodoma e de Gomorra
em cinza te reduzam essa porra. Amém.
Tudo em fogo arda., Tu, e teus filhos, e o Capitão da Guarda.

Gregório de Matos

A CONVERSAÇÃO

dirigido por F.F.Coppola, 1974

Isolado há 20 dias, Acre vive cotidiano de incerteza e preços altos

Isolados há 20 dias por causa da cheia do rio Madeira, os moradores do Acre enfrentam um cotidiano marcado por privações e incerteza, em que os combustíveis começam a rarear nos postos de gasolina, e os alimentos, quando ainda podem ser achados nos supermercados, estão com os preços muito mais altos do que o normal.

As águas do Madeira invadiram a BR-364, a única ligação rodoviária do Acre com o restante do país. A cheia afeta também o oeste de Rondônia e o sul do Amazonas, e nos três estados há cidades em situação de emergência. Em Porto Velho, o Madeira está acima dos 19 metros, o maior nível desde 1982.

A Defesa Civil de Rondônia estima que a BR-364 estará tomada pelas águas até o fim de março. Em alguns trechos da rodovia dentro do estado, a lâmina d’água chega a um metro de profundidade e apenas veículos de grande porte tentam atravessar as águas. Muitos sequer se arriscam.
(...)
Fonte: BBC Brasil

sábado, 15 de março de 2014

SOLIDÃO

Vivemos agimos e reagimos uns com os outros, mas sempre e em quaisquer circunstâncias existimos a sós. (...) Abraçados, os amantes buscam desesperadamente fundir seus êxtases isolados numa única auto-transcendência; debalde. Cada espírito, em sua prisão corpórea, está condenado a viver e gozar em solidão.

Aldous Huxley

Eu sei que vossa excelência preferia uma delicada mentira; mas eu não conheço nada mais delicado que a verdade.

Machado de Assis
o mar o azul o sábado
liguei pro céu
mas dava sempre ocupado

Paulo Leminski

GABRIEL, O PENSADOR - Homenagem a Marlon


POÉTICAS DO ACASO

Não falamos de poetas, nem falamos de poesia. Falamos de uma poética, de poéticas espalhadas e espelhadas pelo mundo, à espera de que sejam libertadas dos porões formais da carcaça humana. Construir poéticas é fazer do ínfimo inumano a máxima intensidade possível. Os chamados grandes poetas são na verdade menores ("grande só o menor"),  partículas do universo infinito que fulguram em cada um de nós, já que somos seus co-autores na aventura da escrita-movimento, a que frequenta e satura os átomos do mundo.

A.M.
DESSEMELHANTE

Cada louco traz em si o seu mundo e para ele não há mais semelhantes: o que foi antes da loucura é outro muito outro do que ele vem a ser após.

Lima Barreto

MANABU MABE


CIÚME 

Como ciumento, sofro quatro vezes: porque sou ciumento, porque me reprovo em sê-lo, porque temo que o meu ciúme magoe o outro e porque me deixo dominar por uma banalidade. Sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e por ser comum.

Roland Barthes
SEQUESTRO?

5.mar.2014 - O premiê da Malásia, Najib Abdul Razak, fala sobre o avião desaparecido durante entrevista coletiva no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur, em Sepang. Najib disse que alguém desligou os sistemas de comunicação da aeronave e depois a conduziu até dois pontos possíveis: Indonésia ou a fronteira entre Cazaquistão e Turcomenistão. O avião, que leva 239 pessoas, desapareceu em 8 de março Shamsharhrin Shamsudin/Efe
O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou neste sábado (15) em entrevista coletiva em Kuala Lumpur que o voo MH370 de Malaysia Airlines, que desapareceu com 239 pessoas no dia 8 de março, mudou de rota e voou durante horas na direção oeste.
Najib disse, em entrevista coletiva em Sepang, que alguém desligou os sistemas de comunicação da aeronave e depois a conduziu até dois pontos possíveis: Indonésia ou a fronteira entre Cazaquistão e Turcomenistão.
"O percurso do avião até o momento em que saiu da cobertura do radar militar primário [da Malásia] é consistente com a ação deliberada tomada por alguém em seu interior", afirmou o primeiro-ministro.
(...)
Fonte: UOL